sexta-feira, 15 de maio de 2009

para o Vicente, no seu primeiro aniversário



Tens que ter uma história, Vicente
Nada mais.
Uma história enrolada
no fio da boca
uma história mastigada
de boca em boca
O mundo - às vezes - é estranho
Mas deixa sempre beleza,
se a história estiver no lugar certo.
Na palma da mão, na falha dos dentes
No meio do peito, um pouco à esquerda
Num olhar furioso.
Vicente, viajante
Ainda agora chegaste
que mundo é este?
O copo escorrega entre os dedos
E nada mais.
Há muitas histórias nos dias
As horas são quedas
(drinking the night away
with the trendy blues band)
As yesterday was the best day
so today for you will be;
though the city is full of places to go
the will lacks.
In your head you travel the city
door to door you enter
the friendly places
where the bartender greets you
and you feel warm.
How, oh how, have you taken
this long to recall
the hunger, the thirst
to be alone with the alone?
off all things
here, collecting them together
here, here, my Goddess
ride fast and inside for
It'll be your white hour
It'll be your open field
here, here, rebellion
believe in them
join me, mother!
all things you said
curl up inside, like
father,
a seasoned shaped heart
And all things may come
undone. Lest love
Or death - be better.
A história é tua, Vicente.

Sem comentários:

Enviar um comentário